Davidson Silva - Segura a minha mão

Nenhum comentário


Sim, eu vou
onde ninguém vai, eu vou
à mansão da morte
eu sou teu salvador
não desisto de ti

Sim, eu sei
o que ninguém sabe, eu sei
e não te condeno, eu vim
pra te salvar, te devolver a paz

Segura a minha mão
aqui não é o teu lugar
Segura a minha mão
eu vim te levantar
Seguro a tua mão
eu te levo comigo
e onde eu estiver
lá comigo estará.

___________________________________

Davidson Silva, Segura a minha mão, Segura a minha mão Davidson silva, Música, Letra, Segura a minha mão letra, vídeo, Shalom, Música grupo de oração, Música Shalom, Missionário do Shalom, Onde ninguém vai,eu vou.
___________________________________

Fonte:

Nenhum comentário :

Postar um comentário


Oração à São Miguel Arcanjo
“São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate, sede o nosso refúgio contra as maldades e ciladas do demônio. Ordene-lhe Deus, instantemente o pedimos, e vós, príncipe da milícia celeste, pela virtude divina, precipitai no inferno a satanás e aos outros espíritos malignos, que andam pelo mundo para perder as almas. Amém!”

Oração à São José:
Amado São José, vós que fostes instrumento da Providência Divina na Família de Nazaré, na Igreja e para com vossos irmãos, fixai nossos olhos nas coisas que não passam e dai-nos a graça de ordenar nossas vidas para os tesouros do céu. Amém! (em seguida, reza-se um Pai-nosso, uma Ave Maria, um Glória)
Glorioso São José, que fostes modelo de vivência da pobreza, da sobriedade, de instrumento da Divina Providência; vós que não detivestes para vós mesmo nenhum bem material ou espiritual, destinando-os sempre às necessidades de Jesus, de Maria e dos vossos irmãos; vós que, por graça divina, vistes restaurada em vós a vocação original do homem à caridade, trabalho, partilha e comunhão; vós que, inspirado pelo Espírito Santo, acolhestes a nova economia do Reino do vosso Filho Jesus, intercedei para que acolhamos o mesmo convite que vos fez o Pai de ser instrumentos de Sua Paz, de Sua Providência, de Sua Caridade, de Sua Pobreza para o homem de hoje. Amém